Assassino em série de homossexuais é preso no Paraná

"Ele disse que tem outras vítimas, mas que não falaria”, diz o delegado.

-

- PUBLICIDADE -

Um homem apontado como o principal suspeito de matar três homossexuais no Paraná e em Santa Catarina foi preso, neste sábado (29), em Curitiba.

José Tiago Corrêa Soroka, de 32 anos, é considerado pela investigação como um serial killer.

De acordo com a polícia, em depoimento, ele disse que planejava matar um homem homossexual por semana, mas parou de praticar os crimes após a divulgação das imagens dele na imprensa.

Ainda segundo a Polícia Civil do Paraná, Soroka confessou três assassinatos:

  1. Professor universitário de 36 anos, em Abelardo Luz, em Santa Catarina, em 17 de março;
  2. Enfermeiro de 30 anos, em Curitiba, em 30 de abril;
  3. Estudante de medicina de 25 anos, em Curitiba, em 5 de maio.

Informações sobre o caso foram divulgadas pelo portal UOL. Saiba mais detalhes.

  • O homem também confessou a tentativa de homicídio contra uma quarta vítima, também homossexual, em 11 de maio, no bairro Bigorrilho, em Curitiba
  • Foi através desta quarta vítima que a Polícia Civil passou a investigá-lo.
  • Soroka teria relatado aos policiais que pretendia matar uma vítima por semana porque o dinheiro e bens levados das vítimas duravam poucos dias. 
  • Todas as mortes aconteceram às terças-feiras. Ele encontrava os alvos em aplicativos de relacionamento.
  • Ele disse que tem outras vítimas, mas que não falaria se a gente não estivesse investigando. Só quis comentar sobre as que sabia da existência de uma investigação. É bem frio e calculista“, frisou o delegado da DHPP.
- PUBLICIDADE -

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

‘Sou uma pessoa política’, diz Luiza Trajano

"Não sou candidata a nada, mas sou uma pessoa política", diz Luiza Trajano.

Saúde investirá R$ 14 milhões para qualificar atendimentos de urgência

Governo federal cria programa SOS de Ponta.

Brasil cria autoridade de segurança nuclear

Governo sanciona lei que cria autoridade de segurança nuclear.

São Paulo desativa barreiras sanitárias em aeroporto e terminais de ônibus

Medida ocorre devido à estabilização do número de casos de Covid-19.
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

NotíciasRELACIONADAS
Você também pode gostar...