‘Bolsonaro vai tentar dar um golpe’, diz ex-aliado do presidente

-

- PUBLICIDADE -

O empresário Paulo Marinho, ex-aliado de Jair Bolsonaro e primeiro-suplente do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), disse que a CPI da Pandemia está deixando o presidente da República “à beira de um ataque de nervos”. 

O empresário, que conviveu intensamente com Bolsonaro durante a campanha de 2018, está confiante que o chefe do Executivo será preso.

Em conversa com o jornal Folha, nesta quarta-feira (14), Marinho declarou:

“O capitão Bolsonaro vai enfrentar a Justiça. E arrisco dizer que vai ser preso pelos crimes que já cometeu e ainda vai cometer até final do mandato. Conheço a peça. O capitão Bolsonaro está à beira de um ataque de nervos.”

E acrescentou:

“O capitão vai tentar dar um golpe com as milícias, que é o grupo que o acompanha desde o início da sua vida política. Graças a Deus, esse grupo não tem tamanho para mudar a história da democracia brasileira. Ele acha que tem. Mas não tem.”

- PUBLICIDADE -

Comentários

1 COMENTÁRIO

  1. Comentário infeliz. Bolsonaro não está sozinho. 80% dos brasileiros apoia e pede que ele reaja e recomece a república. A bandidagem orquestrada por grupos políticos crimininais e empresariais tomou conta do país. Mas são poucos em comparados a 150 milhões que está com Bolsonaro hoje. Não existe forças no país que consiga combater esse governo e nem derruba ló nas eleições. Ele tem o povo, o Brasil está com ele. Pena que as pessoas de cérebro minúsculo ainda não entende e insiste com suas narrativas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

‘Sou uma pessoa política’, diz Luiza Trajano

"Não sou candidata a nada, mas sou uma pessoa política", diz Luiza Trajano.

Saúde investirá R$ 14 milhões para qualificar atendimentos de urgência

Governo federal cria programa SOS de Ponta.

Brasil cria autoridade de segurança nuclear

Governo sanciona lei que cria autoridade de segurança nuclear.

São Paulo desativa barreiras sanitárias em aeroporto e terminais de ônibus

Medida ocorre devido à estabilização do número de casos de Covid-19.
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

NotíciasRELACIONADAS
Você também pode gostar...