Cármen Lúcia refuta pressão do PT por impeachment de Bolsonaro

-

- PUBLICIDADE -

A ministra do STF, Cármen Lúcia, rebateu, nesta quarta-feira (21), uma pressão feita pelo PT contra o presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL).

A sigla de extrema esquerda queria que Lira analisasse um pedido de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro.

No entanto, em sua decisão, a magistrada entendeu que conceder o mandado prejudicaria o princípio de separação entre os Poderes: 

“O juízo de conveniência e de oportunidade do processo de impeachment é reserva da autoridade legislativa, após a demonstração da presença de requisitos formais.”

O documento, que foi assinado pelo ex-candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, e pelo deputado Rui Falcão (PT-SP), se referia a um pedido de impeachment endossado por 158 pessoas.

- PUBLICIDADE -

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

‘Sou uma pessoa política’, diz Luiza Trajano

"Não sou candidata a nada, mas sou uma pessoa política", diz Luiza Trajano.

Saúde investirá R$ 14 milhões para qualificar atendimentos de urgência

Governo federal cria programa SOS de Ponta.

Brasil cria autoridade de segurança nuclear

Governo sanciona lei que cria autoridade de segurança nuclear.

São Paulo desativa barreiras sanitárias em aeroporto e terminais de ônibus

Medida ocorre devido à estabilização do número de casos de Covid-19.
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

NotíciasRELACIONADAS
Você também pode gostar...