Congonhas contará com pistas de pouso e decolagem bastante seguras

-

- PUBLICIDADE -

Falta pouco para o Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, contar com uma das mais seguras pistas de pouso e decolagem do mundo. 

Durante vistoria às obras que são executadas no local, na última quinta-feira (19), o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, constatou que o trabalho passou da metade e poderá ser entregue ainda em março de 2022 — dois meses antes do previsto.  

Quando o serviço estiver pronto, Congonhas contará com duas áreas de escape para a pista de pouso principal, conforme a metodologia EMAS (Engineered Material Arresting System), que consiste na instalação de blocos de concreto que se deformam quando uma aeronave ultrapassa o limite final da pista, fazendo com que o avião desacelere.  

Tarcísio antecipou:

“É o primeiro equipamento desta natureza na América Latina. Existem outros aeroportos do país que, como Congonhas, têm limitação de espaço e poderão se beneficiar do EMAS, que aumenta a segurança e a capacidade operacional do aeroporto. Devemos empregar essa mesma tecnologia em outros aeroportos do Brasil.”

As duas novas áreas de escape da pista principal serão sustentadas por vigas e pilares capazes de suportar aeronaves e veículos usados na rotina do aeroporto. Completam o projeto obras nas pistas de taxiamento nas regiões próximas aos EMAS. 

São investidos R$ 122,5 milhões de recursos públicos, oriundos do Fundo Nacional de Aviação Civil (Fnac).  

- PUBLICIDADE -

Comentários

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

‘Sou uma pessoa política’, diz Luiza Trajano

"Não sou candidata a nada, mas sou uma pessoa política", diz Luiza Trajano.

Saúde investirá R$ 14 milhões para qualificar atendimentos de urgência

Governo federal cria programa SOS de Ponta.

Brasil cria autoridade de segurança nuclear

Governo sanciona lei que cria autoridade de segurança nuclear.

São Paulo desativa barreiras sanitárias em aeroporto e terminais de ônibus

Medida ocorre devido à estabilização do número de casos de Covid-19.
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

NotíciasRELACIONADAS
Você também pode gostar...