Deputados do Novo querem facilitar processo de impeachment

-

- PUBLICIDADE -

O partido Novo protocolou, na última sexta-feira (16), um projeto de lei que pretende facilitar a abertura de eventuais processos de impeachment no Brasil.

O texto retira a exclusividade da decisão das mãos do presidente da Câmara dos Deputados.

O Projeto de Resolução nº 49/2021 é de autoria da deputada Adriana Ventura (SP), em coautoria com:

  • Paulo Ganime (RJ);
  • Alexis Fonteyne (SP);
  • Tiago Mitraud (MG);
  • Vinícius Poit (SP).

Em entrevista ao jornal Estadão, Ventura comentou sobre a legislação:

“O que a gente está discutindo é que, se a Câmara é a Casa do Povo, esta Casa não pode ficar à mercê da vontade de uma única pessoa, que é o seu presidente.”

A parlamentar acrescentou:

“Não é porque é este presidente. É qualquer presidente da Câmara. Ele tem um poder absurdo. Decide o que entra ou não em pauta, o que vai ou não para frente.”

E completou:

“Vamos supor que tenha um pedido de impeachment com 257 deputados apoiando. A gente está falando da maioria da casa. Neste caso, vai direto para a Comissão Especial. O projeto de resolução estabelece isso, que eu acho que é justo.”

- PUBLICIDADE -

Comentários

3 COMENTÁRIOS

  1. O problema e que os 257 deputados não representam a vontade da população , e sim seus egos e suas vontades , a casa que se diz do povo deve escutar as ruas .

  2. Vdd! O povo está clamando para ser ouvido e está sendo completamente ignorado pelos seus “representantes”! “A Constituição Federal nunca foi tão desrespeitada! “O poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente” nos termos da Constituição. Parágrafo único do artigo 1° CF/88.

  3. @novo teria que fazer uma lei onde os seus políticos fossem avaliados péla população a cada ano, como no setor privado, nao atendeu a expectativa, tchau!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

‘Sou uma pessoa política’, diz Luiza Trajano

"Não sou candidata a nada, mas sou uma pessoa política", diz Luiza Trajano.

Saúde investirá R$ 14 milhões para qualificar atendimentos de urgência

Governo federal cria programa SOS de Ponta.

Brasil cria autoridade de segurança nuclear

Governo sanciona lei que cria autoridade de segurança nuclear.

São Paulo desativa barreiras sanitárias em aeroporto e terminais de ônibus

Medida ocorre devido à estabilização do número de casos de Covid-19.
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

NotíciasRELACIONADAS
Você também pode gostar...