Freixo entra na Justiça para afastar ministro do Meio Ambiente

“Lideranças estão sendo assassinadas, aldeias estão sendo destruídas”, diz Freixo.

-

- PUBLICIDADE -

O deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) afirmou, neste domingo (30), que pediu o afastamento do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles

Líder da Minoria na Câmara dos Deputados, Freixo apresentou ação popular na Justiça Federal.

A informação foi divulgada pelo parlamentar em uma série de mensagens no Twitter. Saiba mais detalhes.

  • Freixo culpou o garimpo pelo suposto aumento na destruição na terra indígena Munduruku.
  • Apresentei ação popular na Justiça Federal exigindo o afastamento de Ricardo Salles, por usar o Ministério do Meio Ambiente para proteger madeireiros e garimpeiros ilegais”, disse Freixo.
  • Também pedi a abertura de CPI na Câmara. Temos que deter a devastação e o extermínio dos povos indígenas”, acrescentou:
  • Milhares de indígenas estão desenvolvendo doenças graves e morrendo por causa da contaminação por mercúrio. Está em curso um genocídio patrocinado pelo governo Bolsonaro“, acrescentou Freixo, sem apresentar evidências para suas acusações.
  • Há uma escalada de violência sem precedentes. Lideranças estão sendo assassinadas, aldeias estão sendo destruídas, criminosos avançam sobre as reservas e a covid está matando ante a indiferença do governo“, completou o deputado.
- PUBLICIDADE -

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

‘Sou uma pessoa política’, diz Luiza Trajano

"Não sou candidata a nada, mas sou uma pessoa política", diz Luiza Trajano.

Saúde investirá R$ 14 milhões para qualificar atendimentos de urgência

Governo federal cria programa SOS de Ponta.

Brasil cria autoridade de segurança nuclear

Governo sanciona lei que cria autoridade de segurança nuclear.

São Paulo desativa barreiras sanitárias em aeroporto e terminais de ônibus

Medida ocorre devido à estabilização do número de casos de Covid-19.
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

NotíciasRELACIONADAS
Você também pode gostar...