Indígenas no Pará denunciam violência de garimpeiros

-

- PUBLICIDADE -

Organizações denunciaram, nesta quarta-feira (26), ataques de garimpeiros contra lideranças da Terra Indígena (TI) Munduruku, no estado do Pará

Os garimpeiros estariam disparando tiros e incendiando casas em retaliação à operação Mundurukânia, da Polícia Federal (PF).

A informação foi divulgada pela Agência Brasil. Saiba mais detalhes.

  • A denúncia foi feita pela Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) e a Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab).
  • A operação da PF foi deflagrada com o objetivo de combater a prática clandestina de garimpos nas terras indígenas Munduruku e Sai Cinza, no município paraense de Jacareacanga.
  • A Apib afirmou que a presença das autoridades policiais não inibe os garimpeiros, que seguem cometendo atos de violência para ameaçar e intimidar lideranças contrárias à atividade ilegal em terras indígenas.
  • Homens armados, que exibiam galões de gasolina, invadiram a aldeia da TI Munduruku onde se encontrava Maria Leusa Munduruku, coordenadora da Associação das Mulheres Munduruku Wakoborũn e incendiaram sua casa”, denunciou a entidade.
- PUBLICIDADE -

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

‘Sou uma pessoa política’, diz Luiza Trajano

"Não sou candidata a nada, mas sou uma pessoa política", diz Luiza Trajano.

Saúde investirá R$ 14 milhões para qualificar atendimentos de urgência

Governo federal cria programa SOS de Ponta.

Brasil cria autoridade de segurança nuclear

Governo sanciona lei que cria autoridade de segurança nuclear.

São Paulo desativa barreiras sanitárias em aeroporto e terminais de ônibus

Medida ocorre devido à estabilização do número de casos de Covid-19.
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

NotíciasRELACIONADAS
Você também pode gostar...