Lewandowski tece críticas ao semipresidencialismo no Brasil

-

- PUBLICIDADE -

O ministro do STF, Ricardo Lewandowski, teceu duras críticas à possível adoção do semipresidencialismo no Brasil.

Em artigo publicado, neste domingo (18), no jornal Folha de S.Paulo, Lewandowski afirma:

“A adoção do semipresidencialismo poderia reeditar o passado que muitos prefeririam esquecer. É preciso cuidar para que a história não seja reencenada como pantomima.”

O alerta de Lewandowski é uma referência ao parlamentarismo imposto por João Goulart, em 1961.

No texto, o ministro do STF acrescentou:

“Aqui, a proposta de adoção do semipresidencialismo, ligeira variante do parlamentarismo, que volta a circular às vésperas das eleições de 2022, caso venha a prosperar, possivelmente reeditará um passado que muitos prefeririam esquecer.”

A proposta vem sendo defendida por colegas de Lewandowski no STF, como Gilmar Mendes e Luís Roberto Barroso.

- PUBLICIDADE -

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

‘Sou uma pessoa política’, diz Luiza Trajano

"Não sou candidata a nada, mas sou uma pessoa política", diz Luiza Trajano.

Saúde investirá R$ 14 milhões para qualificar atendimentos de urgência

Governo federal cria programa SOS de Ponta.

Brasil cria autoridade de segurança nuclear

Governo sanciona lei que cria autoridade de segurança nuclear.

São Paulo desativa barreiras sanitárias em aeroporto e terminais de ônibus

Medida ocorre devido à estabilização do número de casos de Covid-19.
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

NotíciasRELACIONADAS
Você também pode gostar...