Mário Frias é acusado de racismo

-

- PUBLICIDADE -

O ativista de esquerda Jones Manoel afirmou que “comprou fogos” para celebrar uma “eventual morte” do presidente Jair Bolsonaro.

O comentário de Manoel foi repercutido por um blog alinhado ao Partido dos Trabalhadores.

O assessor presidencial Tercio Arnaud compartilhou um print da reportagem e indagou: “Quem caralhas é Jones Emanuel?”. 

Em seguida, o Secretário de Cultura do governo, Mário Frias, comentou a postagem:

“Realmente eu não sei. Mas se eu soubesse diria que ele precisa de um bom banho.”

Manoel rebateu Frias dizendo que ele é um “ex-ator frustrado e atual fascista cometendo um crime de racismo diário”.

- PUBLICIDADE -

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

‘Sou uma pessoa política’, diz Luiza Trajano

"Não sou candidata a nada, mas sou uma pessoa política", diz Luiza Trajano.

Saúde investirá R$ 14 milhões para qualificar atendimentos de urgência

Governo federal cria programa SOS de Ponta.

Brasil cria autoridade de segurança nuclear

Governo sanciona lei que cria autoridade de segurança nuclear.

São Paulo desativa barreiras sanitárias em aeroporto e terminais de ônibus

Medida ocorre devido à estabilização do número de casos de Covid-19.
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

NotíciasRELACIONADAS
Você também pode gostar...