Moraes envia provas do inquérito das fake news à Justiça Eleitoral

-

- PUBLICIDADE -

O ministro do STF, Alexandre de Moraes, autorizou o compartilhamento de provas colhidas no inquérito das fake news com as ações do TSE que investigam se a candidatura do presidente Jair Bolsonaro, em 2018, se beneficiou da contratação de empresas de disparos de mensagens em massa. 

As ações podem terminar com a cassação da chapa de Bolsonaro e de seu vice Hamilton Mourão (PRTB).

O relator das ações na corte eleitoral é o ministro do TSE, Luis Felipe Salomão.

No início deste mês, Moraes arquivou o inquérito aberto para investigar supostos atos antidemocráticos e decidiu abrir uma nova investigação, juntando a já arquivada com a das fake news. 

O ministro determinou que o novo inquérito vai analisar:

“A presença de fortes indícios e significativas provas apontando a existência de uma verdadeira organização criminosa, de forte atuação digital e com núcleos de produção, publicação, financiamento e político absolutamente semelhante àqueles identificados no Inquérito 4.781”. 

Esse inquérito citado por Moraes é justamente o das fake news, cujas provas foram compartilhadas com o TSE.

- PUBLICIDADE -

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

‘Sou uma pessoa política’, diz Luiza Trajano

"Não sou candidata a nada, mas sou uma pessoa política", diz Luiza Trajano.

Saúde investirá R$ 14 milhões para qualificar atendimentos de urgência

Governo federal cria programa SOS de Ponta.

Brasil cria autoridade de segurança nuclear

Governo sanciona lei que cria autoridade de segurança nuclear.

São Paulo desativa barreiras sanitárias em aeroporto e terminais de ônibus

Medida ocorre devido à estabilização do número de casos de Covid-19.
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

NotíciasRELACIONADAS
Você também pode gostar...