PF investiga Salles por ‘lavagem’ de produtos florestais

-

- PUBLICIDADE -

Por meio de ofício enviado na última segunda-feira (19), a PF informou ao STF que uma das apurações que atingem o ex-ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, aponta para o uso de documentos falsos e “lavagem” de produtos florestais.

O ofício foi assinado pelo delegado Franco Perazzoni, que pediu ao ministro Alexandre de Moraes para enviar as investigações deflagradas pela operação “Akuanduba” à Justiça Federal de Altamira, no Pará.

Os membros da PF alegam que os elementos adquiridos até o momento apontam que a madeira ilegal foi retirada daquela região.

Por ter sido exonerado de seu cargo de ministro do governo de Jair Bolsonaro, os processos envolvendo Salles não podem mais ficar no STF.

De acordo com os investigadores, segundo a emissora CNN Brasil, os elementos indicam a ocorrência de uma “lavagem” de produtos florestais. 

Em outras palavras, teria havia uma tentativa de “legalizar” materiais extraídos de forma ilegal com a utilização de documentos expedidos oito meses após a exploração das áreas.

- PUBLICIDADE -

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

‘Sou uma pessoa política’, diz Luiza Trajano

"Não sou candidata a nada, mas sou uma pessoa política", diz Luiza Trajano.

Saúde investirá R$ 14 milhões para qualificar atendimentos de urgência

Governo federal cria programa SOS de Ponta.

Brasil cria autoridade de segurança nuclear

Governo sanciona lei que cria autoridade de segurança nuclear.

São Paulo desativa barreiras sanitárias em aeroporto e terminais de ônibus

Medida ocorre devido à estabilização do número de casos de Covid-19.
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

NotíciasRELACIONADAS
Você também pode gostar...