PF mira desmatamento ilegal em unidade de conservação no Pará

-

- PUBLICIDADE -

A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta quarta-feira (6), a operação “SOS Jamanxim“, que visa combater o desmatamento ilegal na Amazônia, especificamente na Flona do Jamanxim.

Jamanxim é uma unidade de conservação com área superior a 1,3 milhão de hectares, localizada no município de Novo Progresso, no Pará.

De acordo com a PF, os investigadores utilizam dados de satélite de alta resolução do programa “Brasil Mais“.

As imagens indicam que os criminosos desmataram mais de 30 mil hectares de floresta, equivalente a 30 mil campos de futebol.

Os laudos indicam que quase 16 mil hectares desmatados ficam dentro da unidade de conservação. De acordo com as investigações, desde sua criação, a Flona do Jamanxim acumula mais de 160 mil hectares de floresta devastada.

As informações são da Agência Brasil.

O tipo de desmatamento praticado na área, o corte raso, é considerado o mais danosa à natureza, pois remove totalmente qualquer forma de cobertura vegetal, com o objetivo de plantar pasto e criar gado. O modus operandi dos criminosos é sempre o mesmo: invadem terras públicas da União, fazem o corte seletivo da madeira economicamente viável e depois suprimem toda a vegetação, inclusive, com uso de fogo.

Cerca de 60 policiais federais cumprem quatro mandados de prisão temporária e 18 de busca e apreensão em três estados (Pará, Mato Grosso e Santa Catarina). Os mandados foram expedidos pela Justiça Federal, no Pará.

A Justiça determinou também o sequestro e bloqueio de bens dos investigados até o valor de mais de R$ 310 milhões, visando à reparação do dano ambiental, conforme valores quantificados em laudos periciais.

- PUBLICIDADE -

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

‘Sou uma pessoa política’, diz Luiza Trajano

"Não sou candidata a nada, mas sou uma pessoa política", diz Luiza Trajano.

Saúde investirá R$ 14 milhões para qualificar atendimentos de urgência

Governo federal cria programa SOS de Ponta.

Brasil cria autoridade de segurança nuclear

Governo sanciona lei que cria autoridade de segurança nuclear.

São Paulo desativa barreiras sanitárias em aeroporto e terminais de ônibus

Medida ocorre devido à estabilização do número de casos de Covid-19.
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

NotíciasRELACIONADAS
Você também pode gostar...