TSE abre inspeção dos códigos-fonte das urnas eletrônicas para 2022

-

- PUBLICIDADE -

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) abriu, nesta segunda-feira (11), o processo de inspeção dos códigos-fontes das urnas eletrônicas para as eleições do próximo ano.

De acordo com o órgão, o processo tem duração de duas semanas nas quais 39 investigadores inscritos poderão visitar a área onde está exposto o código-fonte das urnas e assistir apresentações sobre o sistema eletrônico de votação que serão realizadas por integrantes da Secretaria de Tecnologia da Informação do TSE.

Os trabalhos fazem parte do Teste Público de Segurança (TPS), que será realizado de 22 a 26 de novembro.

Pela primeira vez, o TSE vai custear passagens e hospedagens para investigadores inscritos que moram fora de Brasília.

O assessor de Gestão Eleitoral do TSE, Thiago Fini, comentou:

“Essa parte é fundamental, sendo um primeiro passo do Teste Público, em que os pré-inscritos conhecem previamente os códigos-fonte dos sistemas eleitorais, para que possam elaborar seus planos de ataques (às urnas), que serão avaliados e poderão ser selecionados para compor o TPS 2021. Além disso, é o momento em que várias informações relacionadas ao sistema de votação são colocadas para auxiliar o trabalho daqueles que vão participar do Teste.”

Além dessas duas semanas de acesso direto, o código-fonte permanecerá à disposição dos investigadores durante a semana do TPS, em novembro.

As informações são do jornal Gazeta do Povo.

- PUBLICIDADE -

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

‘Sou uma pessoa política’, diz Luiza Trajano

"Não sou candidata a nada, mas sou uma pessoa política", diz Luiza Trajano.

Saúde investirá R$ 14 milhões para qualificar atendimentos de urgência

Governo federal cria programa SOS de Ponta.

Brasil cria autoridade de segurança nuclear

Governo sanciona lei que cria autoridade de segurança nuclear.

São Paulo desativa barreiras sanitárias em aeroporto e terminais de ônibus

Medida ocorre devido à estabilização do número de casos de Covid-19.
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

NotíciasRELACIONADAS
Você também pode gostar...