Urna eletrônica é ‘transparente e auditável’, diz Barroso

“O sistema é seguro, transparente e auditável”, diz o presidente do TSE.

-

- PUBLICIDADE -

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, voltou a defender a segurança das urnas eletrônicas do Brasil.

Já passou o tempo de golpes, quarteladas, quebras da legalidade constitucional. Ganhou, leva. Perdeu, vai embora”, disse Barroso, que também é presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A declaração foi feita por Barroso, neste domingo (30), em entrevista ao jornal O Globo. Saiba mais detalhes.

  • Barroso disse que não há lugar na democracia do Brasil para a “não aceitação dos resultados legítimos das urnas”.
  • O ministro acrescentou que a votação por meio de urnas eletrônicas já é auditável “do primeiro ao último passo”.
  • “A principal razão da desconfiança é o desconhecimento de como o sistema é seguro, transparente e auditável”, afirmou Barroso.
  • “A urna eletrônica possui um arquivo que funciona como a velha urna de lona, armazenando todos os votos, sem a identificação do eleitor, naturalmente. Esse registro possibilita a recuperação dos votos para sua recontagem eletrônica”, completou o ministro.
- PUBLICIDADE -

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

‘Sou uma pessoa política’, diz Luiza Trajano

"Não sou candidata a nada, mas sou uma pessoa política", diz Luiza Trajano.

Saúde investirá R$ 14 milhões para qualificar atendimentos de urgência

Governo federal cria programa SOS de Ponta.

Brasil cria autoridade de segurança nuclear

Governo sanciona lei que cria autoridade de segurança nuclear.

São Paulo desativa barreiras sanitárias em aeroporto e terminais de ônibus

Medida ocorre devido à estabilização do número de casos de Covid-19.
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

NotíciasRELACIONADAS
Você também pode gostar...