Voto de Toffoli faz STF derrubar delação de Cabral

Com placar de 7 a 4, o Supremo rejeitou a delação premiada do ex-governador.

-

- PUBLICIDADE -

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitaram, nesta quinta-feira (27), a delação premiada do ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (MDB).

Dos 11 ministros do STF, sete se manifestaram contra a delação em votação no plenário virtual:

  • Edson Fachin (relator);
  • Gilmar Mendes;
  • Nunes Marques;
  • Alexandre de Moraes;
  • Ricardo Lewandowski;
  • Dias Toffoli;
  • Luiz Fux.

Saiba mais detalhes.

  • O acordo com Cabral havia sido negociado pela Polícia Federal (PF), sem a participação do Ministério Público Federal (MPF). 
  • Quatro ministros votaram a favor da utilização da delação do ex-governador do Rio.
    • Marco Aurélio Mello;
    • Luís Roberto Barroso;
    • Rosa Weber;
    • Cármen Lúcia.
  • O ministro Dias Toffoli, que foi citado por Cabral na delação, votou a favor da rejeição do acordo com a PF.
- PUBLICIDADE -

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

‘Sou uma pessoa política’, diz Luiza Trajano

"Não sou candidata a nada, mas sou uma pessoa política", diz Luiza Trajano.

Saúde investirá R$ 14 milhões para qualificar atendimentos de urgência

Governo federal cria programa SOS de Ponta.

Brasil cria autoridade de segurança nuclear

Governo sanciona lei que cria autoridade de segurança nuclear.

São Paulo desativa barreiras sanitárias em aeroporto e terminais de ônibus

Medida ocorre devido à estabilização do número de casos de Covid-19.
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

NotíciasRELACIONADAS
Você também pode gostar...